HARIBOL



Doce flor azul que vejo
Tens a cor do meu desejo
Carícia singela do teu beijo
Puro mel que tanto almejo
Que da rosa consagrada
Tua folha aveludada
Faz de minha alma amada
Em tua seiva embriagada
Cantam sóis, rochedos, ventos
Soam grilos, sinos bentos
Anunciam novos tempos
Recomeçam movimentos
De água pura e cristalina
Qual sorriso de menina
Que ainda pequenina
Desembola enquanto nina
Toca a boca um beijo bom
Palpitando em semitom
Juntam dois compõem o som
Corazón... Corazón...
Lisa língua desenlaça
O laço da fermata dança
E roda e roda e roda na boca...
E roda e roda e roda na dança...
E desliza e desliza...
E respira e respira..
Renova e roda...
Respira e respira...
Na linda boca cor de rosa
E desliza e desliza e desliza e desliza...
Ahh... boca, boca, boca, boca...
Eu, 19.02.15.

posted under | 0 Comments
Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial

Blog Archive

Ocorreu um erro neste gadget

Followers


Recent Comments